terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Augusta


Augusta é mulher, é menina
Nunca me beija ou abraça
É sempre azul ou cinza
E sempre parece fria

Menina dos meus olhos
Com quem sempre eu quero estar
Com quem me sinto bem
Com quem desejo namorar, casar, morar

Queria viver com você para sempre
Principalmente a suas noites quentes
Que sempre surgem em tons frios
Que se parecem vazios aos que não sabem ver

Olhe toda essa gente atrás de você, Augusta
Parece que cada um vive o sonho de lhe ter
Parecem muitas vezes não enxergar os outros
Vivem com você, um desejo particular

Hoje eu não a tenho, mas ainda é cedo
Enquanto isso me contento
Mesmo que por pouco tempo
Em descer e subir, descer e subir você, Augusta.


segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Carlos Rodolfo

Eu que nasci Carlos, pretendo ser só Rodolfo.
Rodolfo, simples assim...
Sem regras, rimas ou limitações
Sem caras, bocas ou imitações.

Só Rodolfo, contente com a minha guitarra
Sem me importar em ser feio ou bonito
Certo ou errado, gordo ou magro
Barbudo ou não, cercado de amigos

Deixo o Carlos aos belos
Aqueles que escrevem certo
Aqueles que detém o poder
Aqueles que podem te ajudar

O Rodolfo? Ah...
Pobre Rodolfo, está sempre aí
Mas será que ele vai servir?
Não deseja experimentar o Carlos?

Acho melhor deixarmos pra lá...





Meu olhar 41

Olhe nos meus olhos se puder
Olhe nos meus olhos sem pudor
Veja os brilhar por te olhar
Veja os tremer por te querer

Olhe nos meus olhos e se sinta linda
Se sinta linda e especial como você é
Olhe nos meus olhos e sinta-se desejada
Sinta-se a mais linda entre todas elas

Faça dos meus olhos o seu eterno espelho
Deles jamais lhe faltará desejo...
Vamos, olhe nos meus olhos e feche o seus
Feche-os e entregue-se aos lábios meus